NEWSLETTER

FACEBOOK

Pintura “Velho Bonitão” doada à causa da Cabelos Brancos

Maria Seruya é artista plástica e considera que a velhice é a melhor idade para as mulheres. A primeira exposição do seu projeto artístico intitulado Velhas Bonitonas decorreu de 20 de maio até 5 de junho, na carpintaria do Museu da Carris, em Lisboa, onde estiveram expostos os seus desenhos e pinturas.

Com a sua obra, Maria Seruya pretende dar a conhecer a beleza que há nas rugas. O seu lema: “As Velhas Bonitonas ousam ser quem querem, sem complexos nem culpas.”

Nesta exposição a grande peça de destaque era o primeiro “Velho Bonitão”.  Maria Seruya, amiga e artista que muito admiramos, decidiu doar a venda desta peça especial à causa da Cabelos Brancos – A vida sem prazos de validade.

Queremos agradecer a todos: à generosidade da Maria e à família maravilhosa que comprou o quadro cujo valor reverte para a nossa Associação.

Esta doação será aplicada no desenvolvimento de novas campanhas de sensibilização e consciencialização sobre o idadismo – discriminação com base no factor idade.

É fulcral informar e sensibilizar toda a sociedade sobre o que está verdadeiramente em causa neste tipo de discriminação.

Pretendemos explicar a sua génese, consequências, e alertar sobre atitudes e comportamentos idadistas prejudiciais a uma vida plena de igualdade e dignidade.

Relembramos que este preconceito afeta todas as faixas etárias, é universal e comum a todos os seres humanos.

Combater o idadismo é uma luta de todos e para todos.

Gratidão,

Ana Caçapo e Luísa Pinheiro

Fundadoras da Cabelos Brancos

ANTERIOR

Estreia do documentário "Olhares, Lugares"